machine not machine

foto vinda do varal de idéias
"A máquina de lavar e a liberação das mulheres - ponha detergente, feche a tampa e relaxe".

Na Itália, a repórter Ilze Scamparini conversou com a italiana Julia Oglioci, que escreveu o artigo para o jornal L’Osservattore Romano, do Vaticano. Ela é uma historiadora de 34 anos, confirmou o que disse. “A lavadora revolucionou o cotidiano das mulheres. Todas as mudanças que vieram depois só se tornaram possíveis porque a mulher tinha mais tempo para si mesma, para emancipar-se. Na Itália, a máquina de lavar roupas chegou a todas as classes sociais e é bem mais popular do que a pílula”, explica a historiadora. Toda essa discussão ao redor da máquina começou quando ela ainda era de madeira. Depois, ela já lavava quatro quilos. E se a máquina faz o papel da mulher, vira mulher de ferro. Foram aparecendo muitos modelos com mais recursos. A primeira lavadora automática lançada no Brasil foi em 1959. Hoje, já existe lavadoras pequenas.
4 Responses
  1. José Jaime Says:

    Benditas máquinas.
    Abraços
    José Jaime


  2. Só falta uma máquina de passar. Um robô, será?


  3. La Vanu Says:

    Olha, máquina de estender também viria bem (nada mais bonito que um varal grande ao vento)porque, minha nega, como cansa estender roupa. Hay que endurecer sin perder la ternura né?
    Bj


  4. Anônimo Says:

    sim, La Vanu, meu mestre
    é o capim silvestre e você a pessoa mais zen que eu conheço

    teu blog enche meus olhos
    de um lirismo próximo da pureza

    karl